22 agosto 2011

PostHeaderIcon Requisitos para Pais Estrangeiros Matricularem seus Filhos em Escolas Italianas

Atendendo a pedidos, seguem abaixo informações para que você, brasileiro (ou cidadão não italiano), possa matricular seu filho em escolas na Itália. 

QUANDO SE DEVE FAZER O PEDIDO DE MATRÍCULA NA ESCOLA
O pedido de matrícula na escola é apresentado normalmente no mês de janeiro. No caso de transferência ou reingresso, a matrícula é aceita em qualquer época do ano. Para bebês, normalmente o registro é feito até o mês de abril.

O QUE DEVE SER INDICADO NO PEDIDO DE MATRÍCULA
Você deverá preencher um formulário fornecido pela secretaria. Serão necessários:
- Os documentos da escola frequentada no país de origem. Se estes documentos não estiverem disponíveis, um dos pais declara, sob própria responsabilidade, a turma frequentada pelo seu filho no país de origem; caso não seja possível identificar a turma frequentada, será considerada a idade; somente diante de completa ignorância da língua italiana e da falta de documentação o aluno poderá ser inscrito na turma imediatamente anterior (por exemplo, criança de 7 anos matriculada na "prima" e não na "seconda");
- Um certificado de vacinação; caso não o possua, você deverá solicitar à escola o endereço da ASL (Azienda Sanitaria Locale) mais próxima; a ausência de certificação de vacinação exigida pela lei italiana não exclui matrícula na escola; o médico da escola ou os centros de vacinação da ASL dão indicações para resolver o problema. No que diz respeito à organização da vida escolar, os pais precisam tomar algumas decisões.
A primeira diz respeito à escolha do total de horas semanais a serem frequentadas:
* jardim de infância: de 25 a 40 horas em 5/6 dias
* scuola primaria: 30 horas em 05/06 dias (só manhã / manhã e uma ou duas tardes), 40 horas em 5 dias; manhã e tarde
* scuola secondaria: 27 horas, além de outras atividades indicadas no POF
Se a escola trabalha com o serviço de refeitório, o mesmo é gerido pela prefeitura ou diretamente pela escolas com regras semelhantes em relação a custos e menus. As famílias pagam a contribuição prevista, a qual é especificada no modelo de matrícula da escola, que fornece também os boletos para os pagamentos mensais das quotas - a menos que os pais se enquadrem em faixas de baixa renda; é possível solicitar uma alimentação particular por motivos de saúde certificados por um médico ou por motivos religiosos.
Para as necessidades dos pais que trabalham, pode ser organizado o serviço de "pré e pós-escola". Em algumas escolas, tais exigências são solicitadas no ato da matrícula. De todo modo pode-se pedir à secretaria da escola informações a respeito.

A segunda decisão diz respeito ao ensino religioso. Você pode solicitar que seus filhos frequentem aulas de religião católica, ou que dela sejam dispensados. A escola não fornece ensinamentos de outras denominações religiosas além da Católica. A dispensa é um direito e a escola não deve perguntar o motivo. O pai que solicitar a dispensa do filho desta lição escolhe entre:
- a saída da escola (sempre que possível, conforme a organização da escola e da família)
- a participação em atividades alternativas fornecidas pela escola
- a atividade de estudo individual assistida pelo pessoal da escola (alunos maiores).
Pode ser solicitado o transporte escolar que a prefeitura assegura em algumas regiões da cidade, mediante o serviço de ônibus escolar, quando a escola não é alcançável por outros meios públicos. Um serviço específico é feito também para o transporte dos portadores de necessidades especiais, mediante ônibus equipados. Para conhecer as modalidades deste serviço você deverá contactar a secretaria da escola.
Se o aluno tem uma condição particular de saúde é necessário trazê-la à tona para a escola no momento da matrícula (algumas secretarias têm um modelo específico) para que se possa intervir de forma eficaz quando necessário.
Professores normalmente não podem administrar medicação, mas, se preciso, é possível encontrar soluções eficazes apresentando na secretaria uma prescrição médica com todas as informações necessárias. Você deve perguntar quais são as regras a observar no caso de saídas da escola antes do horário ou se os alunos devem ser levados por pessoas de confiaça dos pais.

5 comentários:

Anônimo disse...

Olá, tudo bem!
Meu nome é Wania e gostaria de saber sobre a cidadania Italiana. Minha bisavó nasceu na Itália mas eu não tenho o sobrenome dela nem o meu avó que é filho dela não tem o sobrenome. Será que mesmo não tendo o sobrenome dela eu conseguiria a cidadania iataliana?

Davi disse...

Olá Wania!
Neste link você pode conferir os requisitos para a obtenção da cidadania italiana por ascendência: http://morarnaitalia.blogspot.com/2010/12/cidadania-italiana-quem-tem-direito.html
Se você tiver direito à cidadania, o sobrenome é um detalhe. É possível descobrir o sobrenome sim. Existem pessoas especializadas neste tipo de investigação (não sei quanto cobram, mas sei que existem). São verdadeiros "Sherlock Holmes"...
No seu lugar, eu procuraria ter em mãos os documentos de seus antepassados (certidões de batismo, casamento, óbito, nascimento). Nas certidões de batismo, casamento e nascimento, por exemplo, costuma-se encontrar os nomes completos dos pais do indivíduo (ainda que uma certidão de batismo não tenha muito valor legal, ela pode conter o sobrenome que você desconhece). Existem muitos sites na internet com informações valiosíssimas acerca de imigrantes e ancestrais. Tentarei postar um artigo sobre esse assunto quando tiver tempo, pois é fascinante (há pouco tempo fui atrás dos documentos dos meus ancestrais...).
Se você tiver direito à cidadania, não desanime com a falta de um sobrenome. Sua cidadania vale mais do que isso, acredite!
Boa sorte!

Anônimo disse...

Ola eu queria saber qual o significado do sobrenome Novelli?bjs

Anônimo disse...

Olá. Estou indo para Lucca de agosto a novembro do ano que vem, concluir o mestrado. Tenho filhos de 2 e 3 anos. Posso matriculá-los em escola pública? Nesse caso, como devo proceder e quem procurar? Obrigada.

Maria Oliveira disse...

Ola pretendo ir para italia e me casar ai vou levar meus filhos, bom meu filho tem 16 ano e não completou o 2° grau ainda como proceder com documentos para ele terminar os estudos ai na italia? Já minha filha tem 6 anos e começou no primário este ano devo levar só o atestado de matrícula ou algo mais ?obrigado!

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário!

Regiões da Itália

Envie seu email


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


Mapa Italiano

Visitantes

free counters

Seguidores

Sobre os Autor